sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Os livros mais vendidos - TOP10

Até 01/03/2017

Ficção


O Homem Mais Inteligente da História
Augusto Cury
Sextante
Semana anterior: 1° lugar
Semanas na lista: 17






Quatro Vidas de Um Cachorro
W. Bruce Cameron
HarperCollins Brasil
Semana anterior: 2° lugar
Semanas na lista: 13















Como Eu Era Antes de Você
Jojo Moyes
Intrínseca
Semana anterior: 3° lugar
Semanas na lista: 54 (não consecutivas)
















Depois de Você
Jojo Moyes
Intrínseca
Semana anterior: 4° lugar
Semanas na lista: 53
















Grey
E. L. James
Intrínseca
Semana anterior: 6° lugar
Semanas na lista: 56 (não consecutivas)

















Cinquenta Tons Mais Escuros
E. L. James
Intrínseca
Semana anterior: 5° lugar
Semanas na lista: 62 (não consecutivas)
















A Garota no Trem
Paula Hawkins
Record
Semana anterior: 9° lugar
Semanas na lista: 53 (não consecutivas)
















Cinquenta Tons de Liberdade
E. L. James
Intrínseca
Semana anterior: 8° lugar
Semanas na lista: 3















A Revolução dos Bichos
George Orwell
Companhia das Letras
Semana anterior: 8° lugar
Semanas na lista: 3














10º
A Última Carta de Amor
Jojo Moyes
Intrínseca
Semana anterior: 0° lugar
Semanas na lista: 27 (não consecutivas)













quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Tom Hanks lança livro de contos em outubro

O ator publicará "Uncommon Type: Some Stories", com 17 contos que têm como traço comum as máquinas de escrever antigas, uma paixão sua.


O primeiro livro de Tom Hanks, vencedor de dois Óscares, chama-se "Uncommon Type: Some Stories" e será lançado em outubro. O ator é conhecido - para além dos filmes que protagonizou, como Forrest Gump, Philadelphia, O náufrago ou O resgate do soldado Ryan - pela sua paixão por máquinas de escrever, e todos os 17 contos do livro envolvem, de alguma forma, uma máquina de escrever diferente.

Em 2014, Tom Hanks expressou a sua paixão com a criação de uma aplicação, Hanx Writer, que permite à geração digital produzir fac-símile de datilografia, que se tornou um 'bestseller' na loja iTunes da Apple.

O livro, que será lançado no dia 24 de outubro pela editora Alfred A. Knopf, começou a ser trabalhado logo após Tom Hanks ter publicado uma história na revista New Yorker - publicação para a qual escrevem alguns dos mais reverenciados escritores de todo o mundo - em 2014.

"Fiquei impressionado com a sua voz notável e com o seu comando como escritor. Esperava que pudessem existir mais histórias. Felizmente, para os leitores, verifica-se que sim", disse o editor Sonny Mehta.

Entre as histórias escritas por Tom Hanks, há uma sobre um imigrante que chega a Nova Iorque, outra sobre um jogador que se torna uma celebridade e outra acerca de um multimilionário excêntrico.

Tom Hanks revelou, em comunicado, que começou a trabalhar nas histórias em 2015: "Escrevi em hotéis durante tournées de imprensa, escrevi em férias, escrevi em aviões, em casa e no escritório. Quando podia estabelecer um horário, escrevia de manhã, entre as 09:00 e as 13:00".

A edição britânica será publicada por William Heinemann, do grupo Penguin Random House UK, simultaneamente com a Knopf nos Estados Unidos.

Até ao momento, os direitos de língua estrangeira foram vendidos em sete países, do Brasil à China. O audiobook será lido pelo autor.

FONTE
http://www.dn.pt/artes/interior/tom-hanks-lanca-livro-de-contos-em-outubro-5684615.html

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Escritor da semana - Stephen King

Stephen King (1947) é um escritor norte americano, autor de best-sellers do gênero de terror e da fantasia. É um dos autores mais adaptados para o cinema e também para a televisão.


Stephen Edwin King (1947) nasceu em Portland, nos Estados Unidos. No dia 21 de setembro de 1947. Filho de pais separados passou sua infância em Fort Wayne, Indiana, com a família do pai. Com onze anos foi morar com a mãe em Durban, no Estado de Maine. Estudou o ensino médio na Lisboa Falls High Scholl, graduando-se em 1966. Ingressou na Universidade de Maine, em Orono, época em que escrevia uma coluna semanal para o jornal da escola. Graduou-se em 1970, com licenciatura em inglês para lecionar no ensino médio. Nessa época escrevia histórias curtas para revistas locais.
Em 1971 começou a lecionar inglês no Hampden Academy. Nesse mesmo ano casa-se com Tabitha Spruce, sua colega de universidade. Continuou escrevendo nas horas vagas. Em 1973, seu romance “Carrie”, foi aceito por uma editora e publicado em 1974. No ano seguinte publicou “A Hora do Vampiro”.
Stephen King tornou-se o autor de diversos best-sellers, publicou mais de cinquenta romances, quase todos nos gêneros do terror e da fantasia. É um dos autores mais adaptados para o cinema e também para a televisão, como a série “O Domo”. O seu livro “A Zona Morta” originou a série da Fox com o mesmo nome. Escreveu roteiros de episódios para a série Arquivo X, entre eles, “Feitiço”, da quinta temporada.
Apesar do grande destaque para a literatura de terror, Stephen King escreveu algumas obras fora desse gênero, que também foram levados ao cinema, entre eles, “Conta Comigo”, “Um Sonho de Liberdade” (contos retirados do livro “Quatro Estações”), “Christine”, “Eclipse Total”, “Lembranças de um Verão” e “A Esperança de um Milagre”.

O exagero e extravagâncias de seus livros ganharam versões memoráveis nas mãos de grandes cineastas. “Sou um escritor visual, e isso atrai cineastas”, disse o escritor. Entre os seus livros de terror que foram levados ao cinema estão: “Carrie, a Estranha” (1974), “A Hora do Vampiro” (1975), adaptado para o filme “Vampiros de Salem”, “O Iluminado” (1977), entre outros.
Stephen King fez participações especiais em várias adaptações cinematográficas de suas obras, bem como pequenos papeis. Em 1985, fez sua estreia como diretor e roteirista do filme “Maximum Overdrive”, uma adaptação de seu conto “Trucks”.
Em 2003, Stephen King recebeu a Medalha Nacional da Fundação do Livro, por sua contribuição à literatura americana. Em 2014, Stephen lançou “Revival”, romance gótico pop sobre um roqueiro amaldiçoado por um estranho amigo de infância.


Livros de ficção publicados:

1974 - Carrie (Carrie)  - comprar
1975 - A Hora do Vampiro (Salem's Lot)
1977 - O Iluminado (The Shining)
1978 - A Dança da Morte (The Stand)
1979 - A Zona Morta (The Dead Zone)
1980 - A Incendiária (Firestarter)
1981 - Cão Raivoso (Cujo)
1983 - Christine (Christine)
1983 - O Cemitério (Pet Sematary)
1983 - A Hora do Lobisomem (Cycle of the Werewolf)
1984 - O Talismã (The Talisman, escrito com Peter Straub)
1985 - Tripulação de Esqueletos (Skeleton Crew)
1986 - A Coisa (It)
1987 - Os Olhos do Dragão (The Eyes of the Dragon)
1987 - Angústia (Misery) 
1987 - Os Estranhos (The Tommyknockers)
1989 - A Metade Negra (The Dark Half)
1990 - A Dança da Morte (expandida) (The Stand: The Complete & Uncut Edition)
1991 - Trocas Macabras (Needful Things)
1992 - Jogo Perigoso (Gerald's Game)
1992 - Eclipse Total (Dolores Claiborne)
1994 - Insônia (Insomnia)
1995 - Rose Madder (Rose Madder)
1996 - À Espera de Um Milagre (The Green Mile)
1996 - Desespero (Desperation)
1998 - Saco de Ossos (Bag of bones)
1999 - A Tempestade do Século
1999 - The Girl Who Loved Tom Gordon (não publicado no Brasil)
2000 - Riding the Bullet (não publicado no Brasil)
2001 - O Apanhador de Sonhos (Dreamcatcher)
2001 - A Casa Negra (Black House, escrito com Peter Straub)
2002 - Buick 8 (From a Buick 8)
2005 - O Rapaz do Colorado
2006 - Celular (Cell)
2006 - LOVE: A História de Lisey (Lisey’s Story)
2008 - Duma Key (Duma Key)
2009 - Under the Dome
2010 - Blockade Billy

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Grandes Livros - A Origem das Espécies (Charles Darwin)

A Origem das Espécies, do naturalista britânico Charles Darwin, é um dos livros mais importantes da história da ciência, apresentando a Teoria da Evolução, base de toda biologia moderna.
Nesse livro, Darwin apresenta evidências abundantes da evolução das espécies, mostrando que a diversidade biológica é o resultado de um processo de descendência com modificação, onde os organismos vivos se adaptam gradualmente através da selecção natural e as espécies se ramificam sucessivamente a partir de formas ancestrais, como os galhos de uma grande árvore: a árvore da vida.